sábado, 18 de março de 2017

Resenha - A Bela e a Fera (Filme - 2017)


Desde que foi anunciado que a Disney faria uma versão live-action do clássico A Bela e a Fera, fiquei extremamente ansioso. Acompanhei cada notícia e novidade que saía sobre a produção e quase enlouqueci quando vi o primeiro trailer. Como grande fã de romances, costumo gostar dos contos de fadas, então vai ser um pouco difícil fazer uma resenha imparcial quando amo esse tipo de história.

                Logo no início temos uma narrativa explicando o começo do enredo ao estilo “Era uma vez...”, e conhecemos o passado da Fera, que antes era um príncipe extremamente egoísta e vaidoso, e foi amaldiçoado por uma feiticeira a quem ele recusou ajuda. Por acidente, o pai de Bela encontra muitos anos depois o castelo onde tal príncipe vive e acaba sendo preso por pegar uma rosa no jardim para levar de presente para a filha. Bela, é claro, decide ficar no lugar do seu pai e tornar-se prisioneira da Fera. E através desse pontapé inicial, A Bela e a Fera ganha vida.

                Não foi apenas a afinação perfeita e doçura incomparável de Emma Watson sob a pele de Bela que tornou o filme mágico. Muito menos a fragilidade e insegurança extremamente reais da Fera feita por Dan Stevens. Foi muito mais do que isso, um todo rico em milhares de pequenos detalhes. Figurino, texto, iluminação e cenários enchem os olhos fazendo com que o expectador não deseje que a produção acabe. As cenas musicais que acontecem a todo instante são outro ponto encantador. Apesar do que muitos que não gostam do estilo possam pensar, o diretor foi assertivo e deu grande dinamicidade à obra, o que tornou prazeroso acompanhar todos os personagens cantando durante o filme.

                Apesar do sentimento constante de “contos de fadas”, é possível sentir o toque de realidade entre os diálogos, na dor dos personagens e em suas lágrimas. O amor, que cresce aos poucos, passou verdade e emocionou no final com o belo, e esperado, final feliz. No entanto, o que mais hipnotizou, foi o fato de que a Bela era a forte da história, a heroína central, enquanto a Fera apresentava todos os seus medos e anseios de maneira magistral. Gosto de personagens fortes e os dois conseguiram ser ainda mais do que eu esperava, cada um à sua maneira.


                Sem dúvidas A Bela e a Fera é um presente tanto para a nova geração que recém começou a se enfeitiçar com o poder da Disney quanto para os amantes já acostumados com as animações clássicas. O fato é que de alguma forma esse filme irá lhe trazer um grande sorriso aos lábios exatamente como todo bom conto de fadas deve conseguir fazer.

NOTA: 5/5




PS: Um encanto à parte, sem sombra de dúvidas, é a relação de mãe e filho entre a Ms Potts e Chip. Quando os dois apareciam, a sala inteira do cinema suspirava. E, sendo sincero, são os meus personagens favoritos do filme. Por isso, deixo aqui a minha observação de carinho a esses dois. =D

12 comentários:

  1. Oie Jhonatas, tudo bom?
    Assisti esse filme na pré estreia e não tenho palavras para expressar o quanto fiquei encantada com tudo. Eu sabia que ia amar, mas a riqueza de detalhes, a proximidade com o desenho me deixaram estasiada, sabe? Concordo plenamente que quando a Mr Potts e o Chip apareciam todo mundo ficava meio que: OWN! hahaha Não tem como não se apaixonar de novo por eles. Amei a Fera, até mesmo o Gaston (como odiar? ahaha), Lefou, e claro... Nossa mais linda Bela *-* Emma arrasou demais nesse papel.

    Beijos,
    Paixão Literária 📚

    ResponderExcluir
  2. Oi Jhonatas! Eu assistir e achei lindo! Realmente a parte técnica está ótima. Tb acho que é um super presente para os fãs!

    BJs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi! Amei a escolha da atriz para interpretar a Bela. Fora o toque de independência e força que só pelas imagens é transmitido. Curiosa para conferir o filme. Bjos ❤

    Seguindo o blog!
    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. Olá, Jhonatas.
    Desde que vi anunciarem esse filme, e com a Emma no papel, já fiquei louca para ver. Mas vou esperar esvaziar um pouco o cinema hehe. E eu achando que a Disney não dava mais nada e lá vem eles e surpreendem novamente.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Ta ai um filme q eu n vou assistir nem q me paguem (na verdade, se quiserem me pagar eu penso no caso hehehe) Só por causa da cara dessa atriz ai... Não gosto dela, acho ela sem sal '-' Por isso arrisco dizer q estragou a minha infância!

    ResponderExcluir
  6. Ótima postagem gostei muito, ganhou um fã abraços.

    Me segue, que eu sigo de volta!

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Gostei da dica Jhonatas. A Bela e a Fera é o meu conto de fadas favorito e se tudo der certo pretendo assistir o filme no próximo final de semana. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Ainda não assisti o filme, mas pretendo o quanto antes. A única coisa de crítica negativa que vi até agora foi sobre o personagem gay que só foi usado como chacota na história.


    http://obaucultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Jhonatas, tudo bem?
    Acho que todo mundo quer conferir esse filme não é?
    Ainda não tive a a oportunidade, mas assim que eu tiver, sei que vou amar também.
    Adorei a resenha!
    Abraços e seguindo aqui...

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Estou bem curiosa para ver esse filme, já que está sendo muito bem comentado nas redes sociais. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Oi, Jhonatas. Tudo bem? Eu estou tão ansioso para assistir A Bela e a Fera! Algo me diz que vou ficar encantado e muito apaixonado com o longa.

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Jhonatas. Tudo bem?
    Ainda não assistir "A Bela e a Fera" acredita? Mas pretendo mudar isso o mais rápido possível. Afinal, me parece um live-action incrível de um clássico que fez parte da infância de todos nós.

    Ah, que bom encontrar pelas bloguesferas amigos jornalistas. Até mais.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir